Booking.com

quinta-feira, maio 23, 2019

Final à Hitchcock condena Beneditense

Na última jornada da Divisão de Honra, o Beneditense jogava uma cartada decisiva na luta pela permanência, onde dependia de si mesmo, pois bastaria vencer, ou fazer um resultado semelhante ao Mirense, o que não se veio a concretizar pois a derrota diante do Alqueidão da Serra e o empate arrancado nos últimos minutos no dérbi entre o Portomosense e o Mirense, condenou os comandados de Catarina Lopes à 1.ª Divisão Distrital.
No primeiro tempo os visitantes tiveram sempre um sinal mais, embora a primeira situação de apuro tenha acontecido na baliza de Fábio Giroto, quando Vasco, numa excelente arrancada, deixou dois adversários para trás mas o guardião forasteiro foi lesto a sair dos postes e evitou o pior.
Na resposta, foi Diogo Lopes que aproveitou mal um ressalto de bola à entrada da área, atirando por cima (15'). Depois foi Marcelo, com um grande trabalho sobre a esquerda, a cruzar para a área onde apareceu Diogo Lopes, solto de marcação, a cabecear mal e ao lado, quando poderia ter feito melhor.
O encontro entrou numa toada de equilíbrio até ao intervalo, apenas quebrada por David Mendes, que trabalhou bem dentro da área, mas um defensor serrano cortou as intenções do médio visitante.
No reatamento, os donos da casa apresentaram um futebol mais trabalhado mas cedo os forasteiros voltaram a criar perigo, com Lucas Grilo, bem posicionado, a atirar ligeiramente por cima, após bom cruzamento de Rafael Ramalho.
Minutos depois o Beneditense voltou a estar perto do golo, num cruzamento/remate de Tonicha, proporcionando excelente defesa a Miguel.
Com o tempo a passar e a conjunção dos resultados favoráveis à formação da Benedita, o jogo decaiu de intensidade. Ainda assim, Rafael Ramalho aplicou um grande pontapé a mais de 25 metros da baliza para nova boa defesa de Miguel.
Na melhor jogada do desafio, os visitantes estiveram perto da glória, com Lucas Grilo a finalizar com um toque subtil, mas o esférico acabou nas mãos do guardião adversário.
A resposta não poderia ter sido mais eficaz, pois num contra-ataque rápido, Vasco Gonçalves foi lançado em profundidade e perante a saída de Fábio Giroto fez o único tento na partida.
Ainda com a manutenção garantida, os forasteiros foram à procura do golo e Lucas Grilo, mais uma vez, esteve a centímetros de o conseguir, mas pecou na finalização. Já com notícias desagradáveis do outro campo, os nervos começaram a fazer-se sentir nos atletas visitantes e Rafael Agostinho foi expulso por agressão, tendo estado apenas três minutos em campo. Lamentável.
Derrota amarga para o Beneditense, já que foi superior mas pagou caro os erros cometidos, não só na tarde de domingo como ao longo da época.|

CCR Alqueidão Serra 1
Miguel, Serginho, Tiago Cerejo, David Marques, Danny, Rudy, Leandro Gaspar (c), João Videira (João Costa, 53') (Nuno Colaço, 74'), Ciro Costa (Fabinho, 53`), Vasco Gonçalves e Dady.
Não jogaram: Pauleta, Vasco Pontes, Fitas e João Matos.
Treinador: Filipe Faria.

Beneditense 0
Fábio Giroto, André Justino, Pedro Patrício (Rafael Agostinho, 85'), Miguel Peralta, Rafael Ramalho, Miguel Guerra (Bernardo Subtil, 77'), Tonicha, Marcelo Marques (Miguel Carmo, 77'), Diogo Lopes, David Mendes e Lucas Grilo (c).
Não jogaram: Vítor Maranhão, Luís Isaac, Lucas Guedes e Luís Paixão.
Treinador: Catarina Lopes.

Estádio do CCR Alqueidão da Serra
Árbitro: Ricardo Carreira. Assisten-tes: Henrique Ramos e Fábio Santos.
Espectadores: 120. Ao intervalo: 0-0.
Golos: 1-0 Vasco Gonçalves (76').
Disciplina: Amarelo a Pedro Patrício (65'), David Marques (72'). Vermelho directo a Rafael Agostinho (89').

Texto: Fábio Osório - Diário de Leiria
Foto: Vítor Santana

Sem comentários:

Enviar um comentário

Pense duas vezes antes de comentar.
Moderação e bom senso é o que se pede!
Difamações e picardias valerá apena?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Wook