Booking.com

quinta-feira, maio 23, 2019

Marinhense B ‘cilindra’ Moita do Boi e estão a um jogo do título

A equipa 'B' do Marinhense recebeu e goleou por 6-0 a Moita do Boi, a contar para a 1.ª mão da final da 1.ª divisão distrital, num jogo emotivo e bem jogado.
Começaram melhor os da casa que, logo aos quatro minutos, abriram o marcador por Filipe Almeida. Cruzamento da direita do ataque e o lateral esquerdo, com um remate potente, atirou a contar para o primeiro da tarde.
Começava assim o festival de oportunidades e golos. Zé Ricardo pouco depois podia ter feito o segundo, mas o cabeceamento saiu por cima e, à passagem do minuto 10, surgiu um dos poucos remates da Moita do Boi que saiu por cima.
Após momentos equilibrados, surgiu o 2-0, em cima do minuto 45. Jogada de insistência do Marinhense, com Tiago Ferreira a receber um passe de Vítor Duarte e a sofrer falta dentro da área, com Eduardo Brites a não hesitar em marcar grande penalidade. John Abraham ficou encarregue de converter o castigo máximo, e colocou o esférico no canto inferior direito, sem hipótese para Pedro Mano.

Moita sem reacção
Ao intervalo, o marcador assinalava um 2-0 favorável ao Marinhense, e esperava-se uma Moita do Boi mais pressionante e ofensiva no segundo tempo, mas não foi isso o que aconteceu. Ainda nem cinco minutos tinha a segunda parte, e já o Marinhense fazia o 3-0. Arrancada de John Abraham na esquerda do ataque, assistindo Tiago Ferreira para fazer o terceiro da tarde.
Os minutos seguintes seriam de pesadelo para a Moita do Boi, a sofrer quatro golos num curto espaço de tempo. Dois minutos depois de Tiago Ferreira aumentar a vantagem para 3-0, John Abraham encostou, sozinho na área, para o 4-0. E se já não bastasse, dois minutos depois foi novamente Tiago Ferreira, a bisar na partida, com um chapéu fenomenal a Pedro Mano, naquele que foi certamente o golo da tarde.
O marcador fechou à passagem do minuto 61, com o 'hat-trick' de John Abraham, que viu o seu cabeceamento a ser defendido por Pedro Mano, mas viu a bola acabar por passar a linha de golo.
No final da partida, o marcador assinalava um 6-0 a favor do Marinhense, que está a um jogo de se sagrar campeão distrital.
Óptima arbitragem de E­duardo Brites, que teve muito trabalho e de difícil juízo, mas decidiu sempre de forma correcta.|

AC Marinhense ‘B’ 6
David Santos, Zé Ricardo, Zé Miguel, Vítor Duarte, João Teles (Ricardo Carpinteiro, 69’), Tozé, Tiago Ferreira, Filipe Almeida, Marco Azenha (Ricardo Oliveira, 78’), Marcos Santos, John Abraham (Marcos Cabral, 73’).
Não jogaram: Jorge Oliveira, Gabriel Jesus, Willian Costa, Filipe Gonçalves.
Treinador: Vítor Duarte.

Moita do Boi 0
Pedro Mano, José Domingos, Marco Costa (Dani Santos, 45’), Calixto, Mickael Santos, Rafael Barca (Rodrigo Braz, 67’), Pedro Moderno, Micael Costa, Daniel Marque (Gonçalo Alves, 78’), João Duarte, André Fernandes.
Não jogaram: Duarte Ruivo, Dany Fernandes, Diogo Gomes.
Treinador: João Pereira.

Campo da Portela, Marinha Grande
Árbitro: Eduardo Brites. Assistentes: David Santos e Bruno Lourenço.
Espectadores: 270. Ao intervalo: 2-0.
Golos: 1-0 Filipe Almeida (4’), 2-0 John Abraham (45’, p.), 3-0 Tiago Ferreira (47’), 4-0 John Abraham (48’), 5-0 Tiago Ferreira (50’), 6-0 John Abraham (61’). Disciplina: Amarelo a Daniel Marques (26’), John Abraham (35’), João Teles (57’), Zé Miguel (78’).

Texto e foto: André Lucas - Diário de Leiria

Sem comentários:

Enviar um comentário

Pense duas vezes antes de comentar.
Moderação e bom senso é o que se pede!
Difamações e picardias valerá apena?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Wook