Booking.com

quarta-feira, março 12, 2014

Seniores : Exibição de gala mantém GD Peniche no primeiro lugar

20ªJornada da Divisão de Honra
Estádio do GD Peniche
Árbitro: Fábio Piló. 
Auxiliares: Vasco Marques e Bruno Vicente.
Espectadores: 100. 
GD Peniche 3 - AC Marinhense 0
.
GD Peniche 3 
Sérgio Nobre, Bruno Francisco, Abel, Edilson (cap.), Paulo Bernardino, Luís Roque, Marco Pidocha (Marinho, 66 min.), Ruben Sancheira, Fábio Mateus (Paulo César, 71 min.), Motinha e Edgar Grincho (Paulinho Martins, 80 min.).
Não jogaram: Ruben Teodoro, Carlos Frederico e Gustavo Martins.
Treinador: Vasco Oliveira. 
.
AC Marinhense 0
Maké, Edgar, Timmi, Rene, Cláudio, Ari (Daniel Oliveira, 66 min.), Figueiredo, Nascimento, Testas (Ruben, 80 min.), Héber (Cap.) (João Gomes, 77 min.) e João Miguel. 
Não jogaram: Vitinha, Serginho, Marco Brás e Moita.
Treinador: Marco Aurélio.
.
Ao intervalo: 2-0. 
Golos: Marco Pidocha (12 min.), Paulo Bernadino (38 min.) e Ruben Sancheira (88 min.). 
Acção disciplinar: Amarelo a Figueiredo (19 min.), Paulo Bernardino (21 min.), Abel (42 e 70 min.), Cláudio (53 min.), Nascimento (60 min.) e Héber (75 min.). Vermelho por acumulação a Abel e directo a Makê (78 min.).
.
Na tarde ventosa que se fez sentir no domingo não impediu o Peniche de rubricar uma excelente exibição perante um adversário que se apresentou com bastantes alterações em relação à partida da primeira volta.
Começou melhor a equipa da casa, controlando a partida, fazendo uma boa circulação de bola e assim criava alguns problemas à defesa contrária.
Foi num desses lances bem delineados que surgiu o primeiro golo do jogo: canto batido por Marco Pidocha com a bola entrar directamente na baliza de Maké.
Após o golo, o Peniche não abrandou e continuou em busca do segundo. As oportunidades surgiam, mas a bola teimava em entrar, até que após excelente jogada de Motinha, Paulo Bernardino surgiu ao segundo poste a empurrar a bola de um desamparado Maké, que nada podia fazer.
Após o intervalo, pensava-se que o Marinhense surgiria mais perigoso, até porque ia jogar a favor do vento, mas nunca conseguiu incomodar Sérgio Nobre que se limitava praticamente a recolher algumas bolas lançadas em profundidade e nas quais revelou sempre concentração.
O jogo continuava com um ritmo agradável e o Peniche continuava a praticar um futebol agradável e objectivo, mantendo sempre em sentido o último reduto marinhense.
À passagem do minuto 70, Abel, que já tinha um cartão amarelo, travou um ataque adversário em falta e recebeu ordem de expulsão. Com um jogador a menos, Vasco Oliveira substitui Fábio Mateus e colocou em campo Paulo César para manter a coesão defensiva, passando a jogar mais em contra-ataque, explorando a velocidade dos dois homens mais avançados: Motinha e Edgar Grincho.
O Marinhense, nesta fase, conseguiu tomar a iniciativa do jogo, mas nunca conseguiu criar ocasiões de perigo e foi mesmo o Peniche a gizar mais uma ocasião flagrante de golo, com Motinha a aparecer isolado frente a Maké e a ser derrubado pelo guardião marinhense que acabou por ver o consequente vermelho directo. Na sequência do livre, Bruno Francisco atirou ao poste da baliza agora defendida por Ruben.
Até ao final da partida, o Peniche retomou o controlo da partida e voltou a ter mais posse de bola, chegando ao terceiro golo por intermédio de Ruben Sancheira, depois de um excelente passe de Marinho.
Vitória da melhor equipa ao logo dos 90 minutos, num jogo onde Fábio Piló e os seus assistentes tiveram um trabalho bastante positivo.

Texto: Paulo Neves (Diário de Leiria)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Pense duas vezes antes de comentar.
Moderação e bom senso é o que se pede!
Difamações e picardias valerá apena?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Wook