Booking.com

sexta-feira, março 30, 2012

Empresa tentou arrancar sintético

A empresa que instalou o sintético do Campo da Portela, na Marinha Grande, que a U. Leiria se comprometeu a pagar para poder jogar no Estádio Municipal nesta temporada, tentou proceder à retirada do relvado, esta sexta-feira, devido ao atraso no pagamento por parte da SAD.
A situação arrasta-se há meses, tendo a administração liderada por João Bartolomeu apresentado garantias em como fará o pagamento em breve.O Campo da Portela é propriedade do Marinhense, que compete na 3.ª Divisão.

in Record

21 comentários:

  1. Há dias que mais vale não sair da cama! Hoje, segundo informação que nos chegou, o negócio do União deu mais um passo para o colapso que se prevê há muito. Hoje alguém do tribunal esteve no ACM para proceder à penhora do relvado, o que estará ainda a decorrer. Apesar de ainda não haver muita informação e tudo estar a ser mantido um pouco em segredo, temos informação de que o Álvaro andará como uma barata tonta atentar resolver o problema. Não entendemos é onde está a novidade e o espanto de isto poder estar a acontecer! O relvado não foi pago e agora, muito provavelmente, terá que ser a câmara a fazer o pagamento, se quer que a relva não seja retirada. É que é muito provável que quem a vendeu o tenha feito com mais salvaguardas do que o protocolo que a câmara assinou e consiga, sem dificuldade, penhorar a relva ou mesmo retirá-la de lá. O Álvaro bem poderá rezar para que a relva não seja penhorada e o buraco em que se meteu com o União não venha a ter consequências que poderão determinar o risco de o colocar a encabeçar uma lista para as próximas eleições. Esperemos que quem representa o ACM, também pertencente à câmara, consiga resolver o problema. É que até aí o Álvaro está com azar porque se ela conseguir, fica a dever uma à CDU!

    ResponderEliminar
  2. grande filme mesmo. nao acredito que vidreiros e garcia cheguem a ver a cor da relva. que grande trapalhada

    ResponderEliminar
  3. Tudo normal, o U.D.Leiria nunca pensou em pagar nada, em exemplo o que aconteceu com a câmara de Leiria (agora o presidente ri), a Câmara como politica que é promete um acordo que toda a gente viu que não passava do papel!! O espanto é que colocaram um sintético!! Sintético em risco ou talvez não..... PALHAÇADA

    ResponderEliminar
  4. claro que nao tirar o sintetico, é so para ameaçarem

    ResponderEliminar
  5. Nesta noticia só é realmente noticia o facto de alguém ainda acredite que o UD Leiria ainda pague alguma coisa a alguém...
    Nunca pagou, ou ficou sem a dever em todos os campos por onde passou, era agora que ia mudar isso... tá bem tá!!!

    ResponderEliminar
  6. Ai Álvaro àlvaro ai Alvarinho Alvarão
    e quem se F..... é o Mexilhão

    ResponderEliminar
  7. Claro que nao tiram porque a camara vai paga-lo como sempre tem ajudado...~

    Assim ate os outros clubes da marinha tem melhores condiçoes

    ResponderEliminar
  8. Fiem-se na virgem e nao corram,vao ver o trambolhao que levam.

    ResponderEliminar
  9. Nao se esqueçam que o capo da portela sem o sintetico pode deixar de ser propriedade do marinhense quanto mais com o tapete. nao se paga a ninguem.
    sr. presidente da camara pague la mais o tapete alem das obras que esta a suportar com dinheiro dos contribuintes. No futebol vale tudo.

    ResponderEliminar
  10. E que tal a camara dar 10.0000 euros,como deu para o relvado do SLM?

    ResponderEliminar
  11. O União não paga a ninguém mas o Marinhense é igual, pois o que devem a ex jogadores daquele clube não é tão pouco quanto isso.
    E eu identifico-me, não tenho problema nenhum. Sou o Fábio Batista, fui 2 anos Júnior e 1 ano Sénior naquele clube, parti o meu fémur logo na primeira época de junior, quando me mudei para lá, e ainda estou para ver dinheiro de consultas que na altura teve que ser o meu pai a pagar, isto em 2007, já para não falar dos ordenados que também ainda lá estão. E tudo isto porquê? Porque, como foi dito por alguém da direcção uma vez no balneário "ainda vamos nadar naquela banheira cheia de notas com o dinheiro do Eleclerc (Supermercado) na compra do campo da Portela". Posto isto, nada mais tenho a dizer.

    ResponderEliminar
  12. O Sr Alvaro Orfão fez um grande negócio para o municipio da Marinha Grande, não duvidem...
    Pela utilização do Municipal por cada uma das três épocas, seria instalado um sintético nos campos do A C Marinhense, Vidreiros e Garcia. Ora, o primeiro relvado já lá está e a epoca ainda não acabou. Caso este não seja pago, o Leiria SAD fica a dever a quem o mandou instalar e fica sem direito a jogar na próxima época no Municipal.
    A empresa que instalou o relvado, perante a lei, não pode remover a relva, pois quem deve não é a C M Marinha Grande nem o A C Marinhense, mas sim o Leiria SAD...
    Tomariamos nós aqui no município da Leiria, terem feito negócios identicos nas épocas que o Leiria SAD utilizou o Municipal...
    Saudações desportivas


    A.J.

    ResponderEliminar
  13. Devemos andar a brincar com dinheiro dos contribuintes...
    Desde quando a camara tem obrigação de pagar relvados que não mandou fazer?
    Não brinquem.Não há dinheiro para nada e agora tem de haver dinheiro dos impostos. Já não chega o estádio.é sempre o mexilhão que se f......

    ResponderEliminar
  14. Quem acreditar que o União de Leiria vai pagar o sintético que foi instalado no Campo da Portela também acredita no PAI NATAL.
    Se não pagam a ninguém, vão pagar a relva?
    Só estão a dilatar prazos até acabar o Campeonato Nacional da I Divisão e depois a Câmara Municipal da Marinha "chupa" no dedo e é bem feito.
    O seu Presidente quis ter o seu momento de glória e dar algumas entrevistas aos jornais e televisões e agora os contribuintes - MAIS UMA VEZ - é que vão pagar a factura.
    Até quando os MARINHENSES aguentam isto?

    ResponderEliminar
  15. SO UMA PERGUNTA

    MAS A UNIAO DE LEIRIA SAD, JA PAGOU O QUE DEVE AO PILADO, PELA UTILIZACAO DO RELVADO? JA LA VÃO UNS ANOS.

    A Camera da Marinha salvaguardou o clube que até é do concelho, no glorioso acordo.

    Bem sabemos que entre a M---A dos dois Presidentes, venho a mosca e escolha, mas os clubes so Tem culpa por os escolher para presidentes.

    ResponderEliminar
  16. PAGA O QUE DEVES!!!

    AHAHAHAHA

    como é que era aquela do sonho...

    ResponderEliminar
  17. Vista direita: Que desporto?
    Publicado em 31 Março 2012 às 12:00 pm. Tags: Domingos Carvalho, Vista Direita


    Domingos Carvalho, membro da Assembleia Municipal de Leiria domjcarvalho@gmail.com
    Assisto, triste, à saída de atividades desportivas do concelho. O rol começa a ter dimensão.
    Na AM do mês passado soubemos que a política desportiva do Concelho é igual à anterior, se bem que mais barata, com a vantagem de ter o programa “saber nadar”… Percebo a intenção da afirmação do sr. Presidente da Câmara. Mas a política desportiva do Concelho, com uma empresa municipal na área, não se preenche nem se esgota na política de apoios à prática desportiva. Defendo que o edificado desportivo deve estar ao serviço da prática desportiva e das populações. Incluindo os escalões seniores. Faz sentido andar a formar atletas, para o escalão sénior não existir ou, existindo, pagar mais caro o uso das instalações desportivas? Intempestivamente e após a época planificada? Acho que não. Para isso fiquemo-nos pelo desporto escolar e acabemos com pavilhões, piscinas, campos de futebol, etc…

    O ”edifício” foi mal construído. Em função de pressões e cumplicidades. Um pavilhão ali, um campo acolá, além um relvado… e, qual cereja, o estádio.

    Urge definir as condições em que clubes e população possam usufruir daquilo que, através dos seus impostos, já pagaram (ou andam a pagar…). Mas o grande gerente deste processo deve perceber que tem que vender o seu produto. Ao preço que o mercado esteja disposto a pagar, de forma concorrencial. Senão perde os clientes… E vai à falência!

    ResponderEliminar
  18. À medida que os dias vão passando, as informações vão aumentando e dando uma perspectiva nova sobre o que se passa na terra. Hoje sabemos que foi por mera sorte que o camião que vinha tirar o relvado foi para o estádio e não para o Atlético e, por coincidência, apanhou o Bartolomeu à saída e com isso conseguiu que se atrasasse o levantamento da relva. Sabemos também que o Álvaro, chamado de urgência a Leiria afirmou que ele próprio pagaria do seu bolso o que está em dívida apenas para não ficar mal. Sabemos ainda que o União conseguiu que a relva fosse colocada graças a uma garantia do SLB. Por fim, sabemos que no dia 29 se realiza o último jogo do União aqui no estádio e que no dia 30 ele deixa de ser necessário. Tudo isto se sabe hoje e tudo isto leva a que cada vez tenhamos mais dúvidas sobre a forma como tudo aconteceu e está a acontecer. De um modo ou outro, o União conseguiu atrasar tudo até ao momento em que não necessita mais de usar o estádio e, a partir daí, o que acontecer se verá. As garantias que podem agora ter sido entregues valerão tanto quanto o que valeram até agora... pouco ou nada. Seja qual for o desfecho que isto irá ter, nunca poderemos acusar o Bartolomeu de não ter sabido defender os interesses do União. Até ao fim conseguiu que se realizem os jogos e, mesmo com a ameaça do Álvaro de que o jogo no domingo não se iria realizar, conseguiu estender o prazo para uma data em que já nada importa. Tem mérito!

    ResponderEliminar
  19. Joao Bartolomeu pediu demissao. e agora?

    ResponderEliminar
  20. João Bartolomeu pede demissão


    Por Jorge Pessoa e Silva
    A- A A+

    João Bartolomeu apresentou hoje, sexta-feira, a demissão do cargo de presidente da SAD do UD Leiria. A carta foi enviada às 17.30 horas para o presidente da Assembleia Geral, João Carlos Duarte.

    Hoje, os jogadores recusaram treinar-se devido aos ordenados em atraso, o que foi considerado como a gota de água por João Bartolomeu.

    «Lamento o comportamento de meia dúzia de atletas, que só pensam em dinheiro e não em trabalhar. Que se indignam quando há um atraso e não se indignam quando são eliminados da Taça por uma equipa da terceira divisão, quando perdem na Taça da Liga por uma da Orangina, quando andam no penúltimo lugar ou quando passam mais tempo a queixarem-se no departamento médico do que a treinarem-se», desabafou a A BOLA.

    «Não está em causa o direito a receberem, está em não perceberem estes tempos de crise e em não respeitarem o esforço tremendo que faço para arranjar o dinheiro. Está em causa só saberem reclamar e reivindicar e não se preocuparem em trabalhar e cumprir a parte deles... Ordenados em atraso há em todos os clubes, não só no UD Leiria. Até o presidente do sindicato diz que 80 por cento dos clubes não pagam salários e lhe garanto que o Leiria está longe de estar no grupo dos que mais devem«, garantiu.

    Notícia atualizada às 22.15 horas
    21:03 - 13-04-2012

    ResponderEliminar
  21. Este sintetico ja nao o arrancam, so tenho pena dos Vidreiros e Garcia, que dificilmente assim vao conseguir o seu sintetico. É uma pena, bem mereciam

    ResponderEliminar

Pense duas vezes antes de comentar.
Moderação e bom senso é o que se pede!
Difamações e picardias valerá apena?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Wook