terça-feira, outubro 01, 2019

UD Leiria despede-se da Taça de Portugal em jogo pobre

A UD Leiria foi afastada da Taça de Portugal na segunda eliminatória depois de perder em casa por 0-1 frente ao Real SC, num jogo com raríssimas o­portunidades de golo.
Desde cedo se percebeu que as ambas as equipas iam arriscar pouco na fase inicial, dando prevalência à sua estrutura defensiva do que propriamente na procura desenfreada pelo golo. Ainda assim, o primeiro sinal de perigo surgiu dos pés de Danny Choi que, com um remate à entrada da área, obrigou André Paulo a defesa apertada para a frente.
A resposta do Real de Massamá foi imediata quando a defesa leiriense perdeu a bola em zona proibida, com João Ventura a aproveitar para tirar as medidas à baliza da casa, valendo Kucher a salvar com uma grande intervenção para canto.
Com o passar do tempo, e com ambas as equipas a denotaram dificuldades em penetrar no último reduto do adversário, a alternativa foi a meia distância, mas até aí não houve resultados práticos, com as bolas a irem parar de forma quase inofensiva aos guarda-redes ou então nem sequer acertavam no alvo.
Posto isto, foi com naturalidade que o intervalo surgiu com um nulo no marcador. E se a primeira parte já tinha sido penosa, a segunda parte não foi melhor, com muita disputa de bola a meio-campo, sem que nenhuma das equipas arriscasse um palmo de terreno.
Ainda assim, o único lance de registo surgiu através de uma grande jogada individual de João Ventura que rematou à entrada da área com a bola a passar muito perto da barra da baliza unionista.
Quando já todos pensavam no prolongamento, tendo em conta que nenhuma das equipas parecia ter argumentos para sequer criar perigo, eis que caiu do céu o golo do Real de Massamá.
Num lance de insistência, a defesa unionista cortou a bola para a entrada da área onde surgiu o recém-entrado Márcio Meira a tirar rasteiro junto ao poste, fazendo o único golo da partida para gáudio dos muitos adeptos visitantes presentes em Leiria.
Até ao apito final, os pupilos de Filipe Cândido ainda tentaram o típico chuveirinho para a área do adversário, mas o último reduto visitante mostrou-se sempre impenetrável.
Arbitragem com vários erros do trio de Bragança, quer em termos disciplinares quer em termos técnicos. Ainda assim, não teve influência no resultado final. |

UD Leiria 0
Kucher, João Dias (c), Laércio (Rukas, 54'), João Cunha, Dénis, João Lameira, Heli (Bakaramoko, 86'), Jahfort, Danny Choi, Fabién Cuero (Usa Indi, 70'), Onyeka.
Não jogaram: Filipe Dinis, Kiko, Vlad, Tomás Silva.
Treinador: Filipe Cândido.

Real SC 1
André Paulo, Paulinho (c), Sandro Silva, André Almeida, Dinamite, Cassamá, Ruizinho, Filipe Ryan (Márcio Meira, 72'), João Ventura, Marco Barbeiro (Alex Sousa, 90+6'), Juan San Martin (Tiago Morgado, 90').
Não jogaram: David Grilo, Pedro Pedroso, Pedro Seguro, Tiago Luís.
Treinador: António Pereira.

Estádio Municipal de Leiria
Árbitro: João Pedro Afonso (AF Bragança).
Assistentes: Nélson Páscoa e José Pena.
Espectadores: 350
Ao intervalo: 0-0
Golos: 0-1 Márcio Meira (83').
Disciplina: Amarelo a Danny Choi (27'), Sandro Silva (37'), Kucher (54'), João Lameira (74'), Ruizinho (75'), Jahfort (85').

Texto: José Roque - Diário de Leiria
Foto: Luís Filipe Coito

Sem comentários:

Publicar um comentário

Pense duas vezes antes de comentar.
Moderação e bom senso é o que se pede!
Difamações e picardias valerá apena?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Wook