Booking.com

quinta-feira, abril 17, 2014

Juvenis : Eficácia de Portela garante final ao GRAP

Meias-Finais da Taça Distrital de Juvenis (2013-2014)
Campo da Ordem, em Marinha Grande
Árbitro: António Nobre. 
Auxiliares: Luís Sacramento e Celso Mateus
.
SL Marinha 0 
Cardoso, Alex, Rafael, Rui (Cap.), Filipe (Carvalhais, 66 min.), Mafra, Miguel, Emanuel, Edu (Rafa, 34 min.), Lopez, Bica (Alex II, 66 min.)
Não jogaram: Ângelo, Gustavo
Treinador: Pedro Guerra.
.
GRAP 3
Hugo, Miguel, Nuno (Cap.), Edu, Mário, Portela, Miranda (Gui, 46 min.), João Tiago, Jorge (Pinto, 75 min.), Marcos (Xavi, 75 min.), Paulo Ferreira
Não jogaram: Renato, Marcelo, Rodrigo.. 
Treinador: Eduardo Manaça.
.
Ao intervalo: 0-1
Golos: 0-1 Portela (11 min.), 0-2 Portela (62 min.), 0-3 Portela (80+3 min.)
Acção disciplinar: Acção Disciplinar: Amarelo a Paulo Ferreira (42 min.), Edu (56 min.), Bica (65 min.), Marcos (65 min.). Pedro Rodolfo viu ordem de expulsão do banco de suplentes do SL Marinha.
.
Em jogo com tradição nos escalões jovens da AF Leiria, o SL Marinha recebeu na Ordem a equipa do GRAP, e apesar de ter feito um bom jogo, não teve argumentos para anular Portela, que foi a grande figura do jogo, e marcou os três golos da equipa forasteira.
O jogo começou com o SL Marinha mais dominante e aos 8 min., Lopez teve uma excelente recepção, mas, em posição privilegiada, rematou à figura de Hugo. Praticamente na resposta, Portela ganhou em velocidade a toda a defensiva do SL Marinha e à saída de Cardoso fez o 0-1 para o GRAP. 
O SL Marinha tentou reagir ao golo, mas perante um GRAP bem posicionado defensivamente, os comandados de Pedro Guerra, apesar de algum domínio, iam demonstrando algumas dificuldades em conseguir penetrar na defensiva contrária. 
Estrategicamente recuados, o GRAP ia lançando perigosos contra-ataques, onde Portela era uma ameaça constante. 
A segunda parte começou com um SL Marinha mais pressionante e depois de um bom lance de Bica, a que Hugo correspondeu com uma defesa apertada para canto, aos 56 min, o SL Marinha teve uma ocasião soberana. Falta de Edu dentro da sua área, e grande penalidade para os homens da Ordem. Miguel, chamado a converter o lance, permitiu a Hugo uma excelente defesa, e o SL Marinha perdeu assim uma boa oportunidade de restabelecer o empate. 
E como muitas vezes acontece no futebol, quem não marca arrisca-se a sofrer e foram precisos apenas mais seis minutos para o inevitável Portela voltar a ter um lance de génio, e depois de passar por vários adversários, fez o 0-2 para o Grap. Rude golpe para o SL Marinha que a partir daqui nunca mais se encontrou e, já em cima do tempo final, sofreu novo golo, com uma vez mais Portela a ter uma recepção fantástica, a rodar e a finalizar para o 0-3 final.
Vitória justa do GRAP, mas por números exagerados. O SL Marinha fez um bom jogo, mas falhou em momentos decisivos, enquanto que o GRAP, soube sofrer quando foi preciso, contou com a inspiração de Hugo no lance da grande penalidade e depois voltou a contar com Portela em alto nível e que uma vez mais mostrou que começa a puder aspirar a outros voos no futebol.
Quanto à arbitragem de António Nobre e seus pares, ficaram algumas dúvidas no lance que antecedeu o primeiro golo do GRAP, mas mesmo aí, estava bem colocado e tem o benefício da dúvida. No resto, arbitragem bastante positiva.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Pense duas vezes antes de comentar.
Moderação e bom senso é o que se pede!
Difamações e picardias valerá apena?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Wook