Booking.com

terça-feira, outubro 10, 2017

Empate justo a dois golos em jogo equilibrado

ACR Maceirinha 2
Vítor Marahão, Igor (Hugo, 65`), Gila, Lucas, Pedro Filipe (c), Réné (Ricardo Lopez 84`), Pedro Gaio, Jota, Bertolino, Vilela e Félix Carvalho (Juninho, 84`). 
Não jogaram:Caetano, Ascenso e Chico. 
Treinador:Walter Estrela.

GD Vidreiros 2
David, Ricardo (Matos, 80`) João Luís, Dias, Vitinho (Évora, 66`), Célio, Cláudio, Gonçalo Ribeiro (Carlos Tiago, ao intervalo), Nelinho, Pastilhas e Nascimento. 
Não jogaram:Cardoso, Pedro Orfão e Rúben Suordem. 
Treinador: José Carlos.

Campo do Outeiro, Maceirinha. 
Árbitro: Jorge Carreira. 
Espectadores: 220. 
Ao intervalo: 1-1. Golos:1-0, Bertolino (18`), 1-1, Ricardo, 2-1, Pedro Filipe (56`), 2-2, Nascimento (60`). 
Disciplina:Amarelo, a Gila (25`e 36`). Vermelho por acumulação, a Gila (36`).

Maceirinha e ‘Os Vidreiros’ disputaram um encontro entretido, com golos, expulsão, lance polémico, onde o empate se ajusta face ao que se desenrolou dentro do retângulo. Numa primeira fase de equilíbrio, sem que alguma das equipas se superiorizasse à outra, foi num lance de bola parada que surgiu o primeiro golo da partida. Livre lateral, sobre a meia direita cobrado por Bertolino com o esférico a sobrevoar toda a área e a inchar-se dentro da baliza de David, que pouco podia fazer. Não demorou muito a resposta dos visitantes e também na sequência um livre indireto e marcado de forma rápida para Nascimento, que por sua vez assistiu Ricardo, para fuzilar para a igualdade. Gila, com duas entradas imprudentes, viu duplamente o amarelo em 11' e deixou a sua formação em inferioridade numérica longos minutos. Os donos da casa não desanimaram com a expulsão e num lance dentro da área dos Vidreiros, Pedro Filipe apareceu estatelado no relvado, numa pretensa falta, originando grandes protestos dos azuis, com o árbitro do encontro a ignorar e a mandar seguir o lance. Empate a uma bola, resultado que se registava  ao intervalo, com inteira justiça. No segundo tempo, fazendo da entreajuda a sua força e com as linhas mais juntas e explorando a velocidade de Vilela, não se notava que os anfitriões jogavam com menos um e, numa perda de bola a meio-campo a Maceirinha voltou a ficar à frente do marcador, numa bela triangulação, com Félix Carvalho a assistir Pedro Filipe, que com tranquilidade fez o 2-1. Mas novamente os visitantes foram lestos a responder e Nelinho tirou um excelente cruzamento para Nascimento, que com um belo cabeceamento voltou a empatar a contenda. Minutos depois, os mesmos intervenientes mas desta vez Vítor Maranhão opôs-se superiormente ao avançado vidreiro. Num duelo particular, Nascimento, ao minuto 78, proporcionou a defesa da tarde ao veterano guarda-redes. A Maceirinha, nos descontos, viu a vitória fugir-lhe por centímetros, quando numa saída em falso de David, o recém-entrado Lopez ia sendo feliz com um cabeceamento que saiu a rasar o poste. Um empate a duas bolas que se aceita, face à boa organização do conjunto de Walter Estrela, mesmo com menos um perante um opositor que mostrou não ter no banco soluções ofensivas para mudar o rumo dos acontecimentos. Arbitragem com benefício de dúvida no lance dentro da área.

Fábio Osório - Diário de Leiria

Sem comentários:

Enviar um comentário

Pense duas vezes antes de comentar.
Moderação e bom senso é o que se pede!
Difamações e picardias valerá apena?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Wook