Booking.com

terça-feira, maio 30, 2017

Apresentação dos Juniores do Atlético Clube Marinhense 2017-2018

Atlético Clube Marinhense
------
Plantel 2017-2018
Guarda Redes:
Defesas
Médios:
Avançados:
Treinador: Vítor Duarte
Adjunto:
Delegado:
-----

2 comentários:

  1. Depois de nesta época ter conseguido com sucesso a manutenção da equipa de Juvenis do AC Marinhense no nacional, Vítor Duarte vai agora assumir a equipa de Juniores na próxima temporada. O técnico, vai assim cumprir a sua 4.ªtemporada consecutiva no clube da Portela, numa época em que a equipa do AC Marinhense será certamente um dos mais fortes candidatos à subida ao Nacional, depois de nesta temporada não ter conseguido evitar a despromoção à Divisão de Honra.

    ResponderEliminar
  2. AC MARINHENSE 3
    Jorge Oliveira, João Teles, Nuno, Mauzinho, Rudy, João Luís, Vítor Duarte (c) (Bruno, 75’), Cláudio Negão, William, Rafael Santos (Ricardo Duarte, 85’) e Miguel Leal (Rúben Brilhante, ao intervalo).
    Não jogaram:Guilherme, Alexis e Darlan.
    Treinador:Vítor Duarte
    .
    EAS MARINHA GRANDE 1
    Paulo Seiva, Rafael Teixeira, Paulo Silva, Gonçalo Vicente (c), Marcelo Gil, Rafael Flor (José Luís, 82’), Diogo Costa (Gui Serrão, 20’), Pedro Vitorino (Rafael Pinto, 66’), João Coutinho (Luís Fernando, 82’), Pedro Rodrigues e André Limpinho. Treinador: Joaquim Trindade.
    .
    Campo da Portela, Marinha Grande.
    Árbitro:André Mendes.
    Espectadores: 200.
    Intervalo: 2-1.
    Golos: 1-0, Rafael Santos (3’), 2-0, Cláudio Negão (20’), 2-1, André Limpinho (42’, g.p.), 3-1 William (90-1’). Disciplina:Amarelo a Rafael Santos (18’), Vítor Duarte (67’), Rafael Pinto (69’), Nuno (73’).
    .
    Na capital do vidro, enfrentaram-se duas formações invictas no campeonato, num encontro bem disputado e jogado a bom ritmo, onde os donos da casa saíram vitoriosos, fruto de um futebol envolvente e personalizado. Os anfitriões entraram muito fortes no encontro, a jogar de forma personalidade e segura, e logo ao minuto 2 grande jogada colectiva com os jogadores da casa a trocarem a bola ao primeiro toque e de forma rápida. William, bem posicionado dentro da área, cabeceou ligeiramente ao lado. Mas no minuto seguinte não perdoaram. No seguimento de nova boa jogada de envolvimento, Rafael Santos cabeceou com êxito, tendo ainda Pedro Seiva defendido contra o poste, antes de entrar, ficando sérias dúvidas se a bola transpôs completamente a linha de golo mas o auxiliar foi soberano. Com o golo sofrido, os visitantes despertaram, primeiro com um grande trabalho de Pedro Rodrigues sobre a esquerda, depois com Diogo Costa a rematar de primeira mas à figura de Jorge. Pouco depois, o extremo teve de ser substituído por uma lesão no ombro.O Marinhense respondeu com eficácia e Cláudio Negão (bela exibição), com um remate seco e colocado à entrada da área, fez o 2-0. Com o lado direito dos donos da casa muito activo, Rafael Santos perdeu boa oportunidade de bisar na partida, quando ao minuto 40, solto dentro da área, falhou de cabeça aquilo que parecia mais fácil. No minuto seguinte, o árbitro do encontro considerou mão dentro da grande área dos visitados, contestada pelos mesmos, mas André Limpinho não se fez rogado e na conversão do castigo máximo reduziu para 2-1, fazendo os locais sofrerem o primeiro golo no campeonato. A segunda metade não foi tão intensa, embora os visitantes entraram com outra disposição, mais ofensivos mas sem criarem grandes situações de golo. Do lado contrário, William voltou a tentar o golo, mas pecou na finalização. Mais tarde foi Cláudio Negão, que, solto de marcação, atirou ao lado na sequência de um livre lateral. Também de livre os pupilos de Joaquim Trindade causaram perigo, numa cobrança a cabo de Pedro Rodrigues a que Jorge se opôs com boa defesa. E foi já perto do final que William viu a sua persistência recompensada ao finalizar nova jogada do lado direito, rematando com êxito, não dando hipóteses a Paulo Seiva.Resultado justo, da melhor equipa sobre o terreno, perante um EAS Marinha Grande abnegado mas que foi impotente perante a superioridade do seu adversário.Boa arbitragem.

    Fábio Osório - Diário de Leiria

    ResponderEliminar

Pense duas vezes antes de comentar.
Moderação e bom senso é o que se pede!
Difamações e picardias valerá apena?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Wook