Booking.com

quarta-feira, janeiro 20, 2016

Resultado justo num bom jogo de futebol

Campo da Ordem, Marinha Grande
Árbitro: João Paulino.
Espectadores: 80. 

SL Marinha   2
André Cardoso, Rick, Gameiro, Leandro, Jhony (Rafael Ribeiro, 62'), Mousinho (Cláudio Negão, 51'), Oliveira (c), Nuno Vieira, Manu, Nico Treccossi, Rúben Brilhante.
Não jogaram: Ricardo Ezequiel, Alexis.
Treinador: Edgar Viana.

GDR Boavista    2
Jorge Bajouco, Pedro Simão (c), David Silva, Fábio Jorge, Mário, Edgar Martins (Francisco Lopes, 36'), Bruno Pasteleiro, João Sapinho, Micael, Francisco Ramos (Capela, 76') e Henrique Jesus (Miguel, 62').
Não jogaram: Nelson Pequeno, Diogo, João Paulo e Bruno Gomes.
Treinador: Ricardo Paraíso.

Ao intervalo: 1-1.
Golos: 1-0 Rúben Brilhante (26'), 1-1 Leandro (26', a.g.), 1-2 Francisco Ramos (49'), 2-2 Rúben Brilhante (53').
Disciplina: Amarelo a David Silva (57'), João Sapinho (71').

SL Marinha e Boavista (2-2) protagonizaram no sábado à tarde, um jogo extremamente interessante de se seguir, com duas partes distintas, onde na primeira parte os donos da casa foram ligeiramente superiores, enquanto a Boavista teve supremacia na etapa secundária.
O primeiro lance de perigo nasceu cedo num bom trabalho de Micael sobre a direita, com um defensor vidreiro a cortar o lance 'in extremis'. Na resposta, Manu permitiu a primeira boa defesa de Jorge Bajouco. Depois foi Gameiro, na sequência de um livre lateral, a pôr o guardião contrário à prova.No minuto seguinte, Rúben Brilhante, com um grande remate, obrigou Jorge Bajouco a efectuar uma defesa a todos os níveis notável. Contudo, o número um da Boavista nada pôde fazer quando o mesmo Rúben Brilhante lhe apareceu isolado e concluiu excelente jogada colectiva.
Não demorou muito a resposta dos axadrezados, em que Bruno Silva, numa grande jogada pela direita, viu o central Leandro interceptar o seu cruzamento para dentro da própria baliza, num lance de infelicidade.
Com o jogo aberto e repartido, Jorge Bajouco (o melhor em campo) voltou a mostrar serviço ainda antes do intervalo, com nova intervenção de qualidade a remate de Mousinho.
Na segunda parte, Francisco Lopes foi o primeiro a criar perigo, mas o seu remate saiu à figura de André Cardoso.
Quem não perdoou foi Francisco Ramos que, com um chapéu perfeito, fez a reviravolta no marcador (1-2) para a Boavista.
Também não demorou muito a resposta vidreira com Rúben Brilhante (o mais inconformado) a aproveitar uma bola solta dentro da área para encostar para o fundo da baliza, fazendo a igualdade, num lance em que Jorge Bajouco pareceu ter sido carregado em falta.
Empolgados pelo golo, o SL Marinha continuou a carregar novamente por Rúben Brilhante que ofereceu o golo a Nico Treccossi, mas cabeceou por cima quando podia ter feito bem melhor.
Perto do fim, foi Francisco Lopes que ultrapassou três adversários, mas, na conclusão, Pedro Simão não deu o melhor seguimento ao lance.
A actuação do árbitro ficou marcada pelo lance que deu a igualdade ao SL Marinha, onde nos pareceu ter errado.

Texto e foto: Fábio Osório - Diário de Leiria

Sem comentários:

Enviar um comentário

Pense duas vezes antes de comentar.
Moderação e bom senso é o que se pede!
Difamações e picardias valerá apena?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Wook