Booking.com

quarta-feira, janeiro 20, 2016

GD Atouguiense vence Vidreiros


Campo do GD Atouguiense, Atouguia da Baleia
Árbitro: Pedro Narciso.

GD Atouguiense 1
João, Marco, Ruben Anjos (Telmo Jesus, 72'), Rui Pinto, Edilson, Jonathan (c), Micael Ferreira, Bruno Costa (João Neto, 90'), Raul, Tiago Dionisio e Adriano Bento (Miguel Ferreira, int.).
Não jogaram: Gonçalo, Paulo Pinto, João Garcia e Ricardo.
Treinador: Paulo Neves.

GD Vidreiros 0
Tiago Amado, Marco, Renelson, Pedro Maia, João Pedro (João Paz, 72'), Gonçalo, Carlos Matias, Miguel Maia (c), André Amaro, Jorge Carneiro e Ricardo Santos.
Não jogaram: Nuno Salgueiro, Alexandre e Bernardo Valente.
Treinador: Marcóides.

Ao intervalo: 0-0.
Golos: 1-0 Telmo Jesus (90+3').
Disciplina: Amarelo a André Amaro (33'), Edilson (52'), Ruben Anjos (53'), Miguel Ferreira (55'), Marco Nascimento (60'), João Pedro (60'), Bruno Costa (65'), Carlos Matias (68'), Gonçalo Dias (78'), Jorge Carneiro (90+5'), Rui Pinto (90+5').

Na tarde de domingo, Atouguiense e Vidreiros proporcionaram um bom espectáculo de futebol, com duas equipas a jogaram de olhos nos olhos, com a vitória a recair para a equipa da casa que foi premiada pelo esforço e pela perseverança.
Entrou melhor o Atouguiense, conseguindo acercar-se com relativo perigo da baliza adversária. Com o passar do tempo, o Atouguiense começou a perder o fulgor inicial e as suas jogadas começavam a ser mais previsíveis, facto aproveitado pelo Vidreiros para contra-atacar com algum perigo.
Até ao intervalo, assistiu-se a um jogo em que os sectores defensivos se superiorizavam aos atacantes, não existindo, por isso, lances de real perigo.
Na segunda parte, o Atouguiense voltou a entrar mais forte, com uma boa intensidade, mas encontrou pela frente uma equipa bastante aguerrida e muito forte nos duelos individuais não dando espaços e procurando sempre explorar a velocidade de André Amaro.
Aos 60', surgiu a primeira grande oportunidade quando Ruben Anjos surgiu solto no segundo poste e cabeceou para uma enorme defesa de Tiago.
À medida que o cronómetro avançava, o domínio do Atouguiense acentuou-se e adivinhava-se que o golo podia surgir a qualquer momento, até que já em cima do minuto 90, Rui Pinto proporcionou ao guarda-redes Tiago a defesa da tarde, após um livre directo.
Na sequência do canto, surgiu o único golo da partida quando Telmo Jesus assumiu a cobrança e introduz directamente a bola na baliza do Vidreiros, num lance em que a defensiva visitante não ficou isenta de culpas.
O árbitro Pedro Narciso rubricou uma arbitragem bastante irregular, com muitos erros, nomeadamente em dois lances dentro da área do Vidreiros que deixaram muitas dúvidas.

Texto: Carolina Neves - Diário de Leiria

Sem comentários:

Enviar um comentário

Pense duas vezes antes de comentar.
Moderação e bom senso é o que se pede!
Difamações e picardias valerá apena?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Wook