Booking.com

terça-feira, janeiro 12, 2016

Líder perde pontos na Serra


Estádio do CCR Alqueidão da Serra
Árbitro: Pedro Narciso. Auxiliares: Telmo Capataz e Bruno Nicolau.
Espectadores: 100.

CCR Alqueidão Serra 0
Domingos, Miguel Rodrigues, Plim, Oleh, Marco Monteiro, Rachida (André Neves, 72’), Telmo Vazão, Conca (c), Rafael (Pedro Boal, 88’), Paulo Lourenço e Rúben (Chico, int.).
Não jogaram: Não Jogaram: Donny e Soares.
Treinador: Treinador: Juliano Roque.
.
AC Marinhense 0
Makê, Daniel, Nascimento, João Luís, David (c), Vinagre, Rodolfo Cabral (Cláudio Pereira, 88’), Leandro (André Cruz, 59’), Baixinho, Rúben Coelho e Madruga (Marcelo, 64’).
Não jogaram: João Martins, Rúben Lopes, Ivo Brígido, Rúben Fernandes e Dady.
Treinador: Luciano Silva.
.
Ao intervalo: 0-0.
Disciplina: Amarelo a Baixinho (19’), Vinagre (64’), Bruno Monteiro (74’).
.
Em mais uma jornada da Divisão de Honra, o Alq. Serra recebeu o AC Marinhense e foi a segunda equipa a conseguir roubar pontos ao líder isolado do campeonato.
Numa primeira parte interessante, apesar do forte vento que se fez sentir na serra, os vidreiros desde cedo tomaram as rédeas do jogo, mas só em lances de bola parada o perigo rondou verdadeiramente a baliza de Domingos. Foi assim, na sequência de um canto, que João Luís cabeceou com perigo, mas ao lado.
Depois do primeiro quarto de hora, os anfitriões equilibraram a contenda e Miguel Rodrigues, com um bom trabalho na área, viu João Luís roubar-lhe o golo em cima da linha. Minutos mais tarde, foi Baixinho que, de livre directo, proporcionou boa defesa a Domingos (39’). Na jogada seguinte, Leandro, bem posicionado à entrada da área, atirou muito por cima quando poderia ter feito bem melhor.
Na resposta, foi Paulo Lourenço a ter o mesmo desidrato após bom lance do veterano Conca, terminando assim os primeiros 45 minutos em que só faltaram os golos.
Na segunda parte, a qualidade futebolística baixou consideravelmente, com o domínio do AC Marinhense a ser mais acentuado, com maior posse de bola, muita circulação mas, sem a objectividade desejada, perante um Alqueidão da Serra muito bem organizado tacticamente, com grande coesão defensiva e que foi tapando todos os caminhos que davam para a sua baliza, tentando, de quando em vez, o contra-ataque embora nunca pondo Makê em verdadeiro perigo.
As oportunidades de golo foram uma raridade na segunda etapa, excluindo um lance do lateral Daniel (um dos mais inconformados), que rematou com muito perigo, mas ligeiramente ao lado da baliza de Domingos. Arbitragem serena e segura de Pedro Narciso e seus pares.

Texto e foto: Fábio Osório - Diário de Leiria

Sem comentários:

Enviar um comentário

Pense duas vezes antes de comentar.
Moderação e bom senso é o que se pede!
Difamações e picardias valerá apena?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Wook