Booking.com

quarta-feira, janeiro 13, 2016

Jogo equilibrado em que só faltaram os golos

Parque de Jogos Fonte da Senhora, Benedita
Árbitro: Bruno Santos. 
Auxiliares: Rafael Marques e Miguel Paciência.
Espectadores: 100.

Beneditense 0
Diogo Soares, Tiago Gonçalves, Rui Santos (c), António Silva, Lucas Grilo (Pedro Patrício, 73'), André Justino, Dário Marquês, Diogo Lopes, Pedro Pimenta (Ruben Santos, 63'), Rafael Ramalho, David Mendes (Herberth, 79').
Não jogaram: Luís Isaac, Jorge Gonçalves, João Matias, Nicolau Constantino.
Treinador: Leandro Santos.
.
GRAP 0
Palecas (Gordalina, int.), Celso B., Oliveira, Nelson Brites, Armando, Nuno Magro (Capão, 66'), Rica, Ricardo Silva (c) (Miguel Carvalho, 82'), Pedro Li, Cristiano, Camará.
Não jogaram: Steve, Lomba, Pedro Pedrosa, Taras.
Treinador: Carlos Ribeiro.
.
Ao intervalo: 0-0.
Golos: Nada a registar.
Disciplina: Amarelo a Celso B. (27’), Cristiano (41'), António Silva (47'), Ricardo Silva (74'), Diogo Soares (74'), Rica (77'), Herberth (79'). Vermelho directo a Rafael Ramalho (72').
.
Beneditense e GRAP empataram na tarde chuvosa de domingo num resultado que se aceita apesar da formação dos Pousos ter sido aquela que mais situações de perigo criou ao longo do jogo.
Na primeira parte, o jogo foi bem disputado de parte a parte, com o equilíbrio a ser a nota dominante. As duas equipas encaixaram uma na outra e ambas procuravam o golo, apesar de não criarem muitas oportunidades para o fazer.
O primeiro grande lance de perigo pertenceu aos homens da casa quando Pimenta surgiu isolado nas costas da defesa do GRAP, mas o avançado, com tudo para fazer golo, acabou por falhar o alvo.
Já perto do intervalo é que o GRAP conseguiu responder após excelente lance colectivo, com Rica a cruzar de primeira para a área onde estava Camará que não aproveitou a oportunidade, deixando a bola fugir pela linha final.
Logo no inicio da segunda parte, o Beneditense voltou a entrar melhor quando Dário Marquês tirou Oliveira e rematou forte para boa defesa de Gordalina que, com os pés, conseguiu aliviar a bola para canto.
Reagiu bem o GRAP que criou perigo na sequência de um canto de Pedro Li em que Camará, solto na área, cabeceou a bola de baixo para cima como mandam as regras, mas Diogo Soares assinou uma boa defesa.
Com a formação dos Pousos por cima do jogo, a situação ficou ainda pior para a equipa da Benedita quando Rafael Ramalho viu o vermelho por palavras ao árbitro. Apesar da inferioridade numérica, o Beneditense passou a ter mais posse de bola, apesar de o GRAP ter criado mais perigo junto à baliza contrária. Nesse aspecto, Camará voltou a estar em destaque quando rompeu no meio dos centrais, mas, mais uma vez, falhou o golo rematando ligeiramente ao lado.
Já no período de compensação, o avançado dos Pousos voltou a criar perigo ao rematar para defesa apertada de Diogo Soares e, na recarga, a bola sobrou para Miguel Carvalho que rematou para nova defesa do guarda-redes do Beneditense.
Arbitragem regular, apesar de alguma falta de critério no capítulo disciplinar.

Texto: Catarina Pereira - Diário de Leiria
Foto: Hélder Matias


Sem comentários:

Enviar um comentário

Pense duas vezes antes de comentar.
Moderação e bom senso é o que se pede!
Difamações e picardias valerá apena?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Wook