Booking.com

quinta-feira, dezembro 14, 2017

Juniores: Marinhense vence e convence frente ao Caldas SC

AC Marinhense 5: Jorge, Teles, Mouzinho, Nuno Vieira, Rudy, Vítor (c) (João Almeida, 68'), João Luís, Cláudio (Miguel Leal, 75'), Rúben Brilhante (Bruno, 75'), Willian, Rafael
Não Utilizados: Guilherme, Dala, Ricardo Duarte, Alexys
Treinador: Vítor Duarte
Adjunto: Sérgio
Delegado: Paulo Sargaço
.
Caldas SC 1: Rafael Martins, João Súbtil (c), Tomás Luís, Duarte Coito, Rafael Santana, Rafael Roque, Diogo Norte (Diogo Fiandeiro, 68'), Cláudio Rodrigues, Marco Coito, Afonso, Miguel Carmo (Bernardo Van Zeller, 58')
Não Utilizados: João Amaro, Pedro Lucas, Diogo Santos, João Alves, Nuno Marques
Treinador: Dário Catarino
Adjunto: David Borges
Delegado: Carlos André
.
Campo da Portela, na Marinha Grande
Assistência: 220 espectadores
Árbitro: Nelson Pereira
Ao Intervalo: 1-0
Marcadores: 1-0 Rafael (42'), 1-1 Rafael Roque (51'), 2-1 Mouzinho (57'), 3-1 Cláudio (59'), 4-1 Willian (67'), 5-1 Bruno (82')
Acção Disciplinar: Amarelo a Miguel Carmo (2'), Vítor (55'), Tomás Luís (59'), João Luís (90'+2). Vermelho Directo a Rafael Martins (57'). David Borges teve ordem de expulsão do banco de suplentes do Caldas SC.
.
Em jogo de líderes na Marinha Grande, o AC Marinhense goleou o Caldas SC por 5-1 e segue imparável na liderança do campeonato, somando por vitórias os nove jogos efectuados, com o impressionante goal-average de 44-4.
.
O jogo começou num ritmo bastante intenso, com as duas equipas a optarem por um futebol directo e com a bola a estar constantemente junto das duas balizas. Apesar disso, os lances de perigo iam escasseando e só já depois da meia hora inicial, vão surgir lances de algum perigo. Primeiro é Rafael que consegue ganhar posição privilegiada, mas acaba por perder muito tempo e permitir o corte de Rafael Santana. Na resposta, boa jogada colectiva do Caldas, e Afonso a finalizar muito perigoso para a baliza de Jorge. Apesar deste lance, nesta fase o Marinhense já estava por cima no jogo, e já depois de Rúben Brilhante desperdiçar uma boa ocasião de golo, aos 42', a equipa da casa vai mesmo chegar à vantagem. Falha defensiva da equipa do Caldas, e Rafael com um remate colocado a fazer o 1-0 com que se chegaria ao intervalo.
A etapa complementar recomeça praticamente com o golo do empate do Caldas. Boa jogada individual de Afonso, que coloca em Rafael Roque, que à vontade faz o 1-1 e relança o jogo. Poderia pensar-se que o golo galvanizaria os homens do Oeste, mas o futebol é um desporto imprevisível e os minutos seguintes foram de autêntico pesadelo para os homens de Dário Catarino. Aos 57' e no seguimento de um canto, Mouzinho faz o 2-1 para o Marinhense, e na jogada seguinte Rafael Martins tem ordem de expulsão por jogar uma bola com as mãos fora da área. Na marcação do livre, Willian remata colocado e Cláudio na recarga faz o 3-1 para o Marinhense. Duro golpe para o Caldas, que nunca mais se reencontrou. A partir daqui, o Marinhense foi dono e senhor do jogo, com Willian aos 67' a fazer o 4-1, e Bruno aos 82' a fazer o 5-1 que viria ser o resultado final.
Vitória indiscutível do Marinhense, num jogo frente a um adversário directo na luta pela subida de divisão e onde a equipa de Vítor Duarte mostrou sérios argumentos para poder ambicionar a ser campeão.
Boa arbitragem de Nélson Pereira, sem qualquer influência no resultado.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Pense duas vezes antes de comentar.
Moderação e bom senso é o que se pede!
Difamações e picardias valerá apena?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Wook