Booking.com

sexta-feira, novembro 17, 2017

Roubo de cabos eléctricos deixa 150 atletas sem treinar nos Unidos

Na madrugada de quarta-feira, as instalações do Grupo Desportivo, Recreativo, e Cultural Unidos, nomeadamente o Campo da Lagoa, foi alvo de um assalto, onde foram furtados cabos eléctricos que impediram a actividade desportiva a cerca de 150 atletas do clube, contabilizando-se ainda um prejuízo de 1.200 euros.
Esta é a segunda vez que o emblema de Coucinheira e Casal dos Claros, em Amor, no concelho de Leiria, foi alvo de furto de cabos eléctricos, com os ladrões a procurarem o cobre, pelo que a direcção do clube irá tomar como medida a substituição dos cabos de cobre por cabos de alumínio.
“Roubaram-nos os cabos de ligação de electricidade aos balneários e dos postes de iluminação do campo de futebol. Cortaram-nos ainda a baixada de luz, mas essa questão foi resolvida ainda na quarta-feira através de um piquete da EDP”, contou o vice-presidente da direcção do clube e coordenador de futebol Mário Grácio.
Segundo o responsável, o clube só deu conta do furto ao final da tarde de quarta-feira, por volta das 18h00, altura em que alguns dos atletas do clube iriam começar a treinar. Contudo, devido à falta de luz, todos os treinos foram cancelados, prejudicando parte dos 150 atletas do clube, desde os miúdos aos graúdos.
“Tínhamos marcado para quarta-feira um jogo de treino da equipa sénior frente ao AC Marinhense, mas chegaram aqui e tiveram que ir embora”, explicou Mário Grácio. Apesar de tudo, o clube tem tentado minimizar os estragos e os treinos deverão regressar à normalidade. “Há dois pontes de iluminação que ainda estão funcionais pelo que hoje [ontem] já deveremos treinar à média luz. Não são as melhores condições, mas para já é o que conseguimos fazer”.
Tendo feito queixa junto da Guarda Nacional Republicana, o clube pensa regularizar a situação a meio da próxima semana, com a instalação de cabos de alumínio, mas os responsáveis admitem que os furtos têm prejudicado muito o clube. “Somos uma pequena associação. Sobrevivemos da boa vontade dos sócios e amigos, e toda a ajuda é pouca”, frisou Mário Grácio, dando conta ainda que o clube deverá ainda “colocar alarmes” para salvaguardar os seus bens. |

José Roque - Diário de Leiria

Sem comentários:

Enviar um comentário

Pense duas vezes antes de comentar.
Moderação e bom senso é o que se pede!
Difamações e picardias valerá apena?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Wook